Loading
Quarta-feira, 28 de junho de 2017
http://www.cress-es.org.br/site/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/9790552017_Maio_destaque2.jpglink
http://www.cress-es.org.br/site/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/951536arte_naotemeremos_destaque.jpglink
http://www.cress-es.org.br/site/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/873152recadastramento_2017.jpglink
http://www.cress-es.org.br/site/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/986493PicsArt_01_07_04.15.09.jpglink

VIII Encontro Capixaba de Assistentes Sociais

No Dia do/a Assistente Social (15 de maio), o CRESS-ES realizará o VIII Encontro Capixaba de Assistentes Sociais. O evento vai debater questões como as atuais perdas de direitos da See details

Em tempos desiguais, não temeremos!

CFESS lança manifesto sobre a conjuntura de ataque explícito aos direitos da classe trabalhadora! Arte: Rafael Werkema/CFESS See details

CRESS-ES convoca para o recadastramento e inscrições

Iniciativa é necessária para a obtenção da nova carteira profissional O Conselho Federal de Serviço Social e os respectivos Conselhos Regionais disponibilizaram sistema de recadastramento e novas inscrições para os/as assistentes See details

IDENTIDADE DE GÊNERO: CRESS-ES apresenta Termo de Orientação

O CRESS-ES divulga Termo de Orientação sobre "respeito à identidade de gênero e a utilização do nome social nos diferentes espaços sócio-ocupacionais".   See details

VIII Encontro Capixaba de Assistentes Sociais Em tempos desiguais, não temeremos! CRESS-ES convoca para o recadastramento e inscrições IDENTIDADE DE GÊNERO: CRESS-ES apresenta Termo de Orientação
    


Nota pública sobre as fortes chuvas no Estado PDF Imprimir E-mail
Seg, 23 de Dezembro de 2013 17:47

O CRESS-17 expressa sua solidariedade para com os trabalhadores(as) atingidos pelas enchentes

 

O Conselho Regional de Serviço Social 17ª região/ES vem a público expressar solidariedade aos/às trabalhadores/as atingidos/as recentemente pelas enchentes nas diversas cidades do nosso estado do Espírito Santo.

 

Estamos completando mais de uma semana de chuvas fortes, com 50 municípios atingidos do total de 78, com mais de 40 mil pessoas desabrigadas e desalojadas, segundo informações da Defesa Civil.

 

Também expressamos nossa solidariedade aos/às Assistentes Sociais que estão trabalhando junto às famílias atingidas, desempenhando suas atividades de forma compromissada com as necessidades dos trabalhadores/as e na defesa da qualidade dos serviços prestados à população.

 

O artigo 3º, alínea d, do Código de Ética Profissional prevê que Assistentes Sociais “têm como dever participar de programas de socorro à população em situação de calamidade pública”[1]. Mediante isso, reforçamos a relevância ético-política do envolvimento dessa categoria profissional nas ações de apoio a população mais fortemente atingida, bem como alertamos para que os/as profissionais exerçam suas atribuições em consonância com o nosso Projeto Ético-Político, evitando que as ações caiam no assistencialismo e que sigam as orientações das normativas, entre elas a Tipificação Nacional dos Serviços Socioassistenciais do Conselho Nacional da Assistência Social (CNAS), conforme Resolução nº 109/2009, que define o serviço de Proteção em Situações de Calamidades Públicas e Emergências como um Serviço da Proteção Social Especial de Alta Complexidade. Sabemos que o trabalho dos/as Assistentes Sociais permanecerá, pois os cenários pós-impactos continuarão demandando intervenções diretas. Portanto, o CRESS permanece presente e à disposição.

 

Também ressaltamos que campanhas de arrecadação de alimentos e materiais (limpeza, vestuário, etc) vêm sendo organizadas, mas pouco se fala sobre as verdadeiras causas das enchentes. É preciso refletir por quais razões a classe trabalhadora sofre com essas calamidades. Um dos causadores é a própria dinâmica do modo de produção capitalista, que prima pela acumulação privada da riqueza a todo custo e que, por essência, segue na contra mão da perspectiva da sustentabilidade ambiental, o que tem culminado nas alterações climáticas do planeta. Outro aspecto é a ausência de planejamento urbano e a insuficiência de políticas habitacionais que promovam efetivamente a construção de cidades inclusivas são as grandes responsáveis por situações como essas e quase sempre a maior parte da população atingida é a parcela mais pobre da classe trabalhadora.

 

Assim, reforçamos nossa solidariedade a todos/as envolvidos/a e convocamos os/as profissionais para permanecemos na luta pelo direito à vida humana, à cidade e moradia digna para a classe trabalhadora!

 

Vitória, 23 de dezembro de 2013.

 

Conselho Regional de Serviço Social 17ª Região

Gestão “Resistir para Transformar”

 

[1] Considerando consultas de profissionais com relação à interpretação deste artigo, o CRESS se serve da presente nota para esclarecer que o dever ético profissional se faz a partir da convocação pelo interesse público, não devendo o profissional valer-se dos fundamentos aqui defendidos para práticas de interesse individual.

LAST_UPDATED2
 

Direto do Conselho

  • 0
  • 1
  • 2
prev
next

TRABALHO VOLUNTÁRIO: CRESS-ES apresenta

Termo de orientação trata principalmente sobre a prática do voluntariado realizado por assistentes sociais que objetivam adquirir experiência ...

Direto do Conselho | Sexta-feira, 23 Setembro 2016

Leia mais

Nota de apoio à greve das/os servidoras/

O CRESS-17 reafirma o compromisso com a luta pela valorização e respeito às/aos servidoras/es públicos, com as/os usuárias/os e com a luta pela construção de políticas públicas que atendam as ...

Direto do Conselho | Quarta-feira, 27 Abril 2016

Leia mais

07 de abril: Saúde não é mercadoria!

No final de 2015 aconteceu a 15ª Conferência Nacional de Saúde, instância de participação social nas atividades de planejamento, gestão e controle social da política de saúde. Acompanhamos e realizamos ...

Direto do Conselho | Terça-feira, 5 Abril 2016

Leia mais
next
prev

Agenda

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner